Políticas de Pesquisa e Extensão

POLÍTICAS DE PESQUISA, EXTENSÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL NA FACULDADE MUNICIPAL DE PALHOÇA

Ano 2016

A Coordenação de Pesquisa, Extensão e Responsabilidade Social na Faculdade Municipal de Palhoça (FMP) faz parte do processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino, Extensão e Pesquisa, de forma interdisciplinar e indissociável e que apresenta ações transformadoras entre a Faculdade e a sociedade de Palhoça e o seu entorno, com base no diálogo entre os diversos saberes, interferindo diretamente na produção do conhecimento resultante da realidade, a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva da comunidade.

A extensão promove uma relação entre a Faculdade e outros setores da Sociedade e direcionadas aos interesses e necessidades da maioria da população, atuando como fomentadora do desenvolvimento regional e de políticas públicas.

Os programas de extensão estão vinculados ao ensino e pesquisa, atendendo ao objetivo primordial da Educação Superior, de forma que:

I. O Ensino tem na pesquisa uma das possibilidades de inovação, contextualização relacionamento direto com a comunidade.

II. A Extensão aplica os conhecimentos teóricos com a participação efetiva dos docentes, alunos e comunidade, na busca em refletir os problemas e propor soluções que venham a atender as demandas da sociedade.

III. A Pesquisa parte dos conhecimentos produzidos no contexto acadêmico como apoio para as novas descobertas, utilizando o Ensino e a Extensão como difusores dos conhecimentos e sua aplicabilidade.

IV. Responsabilidade Social: encontram-se também as Instituições de Ensino Superior (IES) que são organizações focadas na Educação e formação de seres humanos. Como formadoras de competências, as IES têm importante papel na formação dos seus discentes tanto em aspectos sociais quanto econômicos. Sendo assim, cabe às universidades trazerem ao conhecimento dos seus alunos os problemas da sociedade em geral, de forma particular, da sua região ou cidade para que por meio destes possam ser criadas soluções viáveis, inovações e a responsabilidade com a sociedade de forma geral.

Assim, o objetivo geral é consolidar a política de Pesquisa, Extensão e Responsabilidade Social da Faculdade Municipal de Palhoça/FMP, com o propósito de inserir a comunidade acadêmica na pesquisa científica.

Portanto, os projetos de Pesquisa, Extensão e Responsabilidade Social devem atender aos critérios definidos para as áreas de concentração e para as linhas de pesquisa.

I. Integrar as linhas de pesquisa e dos projetos de iniciação científica às atividades acadêmicas da Faculdade Municipal de Palhoça/FMP;

II. Estabelecer a integração entre ensino, pesquisa e extensão e a realidade social;

III. Contribuir para a melhoria dos padrões socioeconômicos, políticos, culturais, científicos e tecnológicos da comunidade;

IV. Fornecer subsídios para a pesquisa, em todos os níveis da instituição;

V. Promover a integração entre as diferentes áreas do conhecimento;

VI. Definir as diretrizes para o planejamento, implantação e monitoramento das atividades de Pesquisa, Extensão e Responsabilidade Social da Faculdade Municipal de Palhoça/FMP;

VII. Definir linhas e projetos de pesquisa com relevância social e tecnológica;

VIII. Estipular os indicadores de avaliação, a partir das áreas institucionais de concentração da pesquisa, para a seleção dos projetos de pesquisa e extensão;

IX. Desenvolver instrumentos de acompanhamento e propor metodologias para o tratamento das informações e resultados das atividades dePesquisa, Extensão e Responsabilidade Social.

Os projetos de Pesquisa, Extensão e Responsabilidade Social visam garantir a continuidade do projeto de pesquisa, respeitando os sujeitos e parceiros envolvidos.

I. Definir os critérios para: parcerias e convênios de cooperação técnico-científica;

II. Estimular a participação da comunidade acadêmica na pesquisa científica;

III. Publicar seus resultados com intuito de subsidiar novos conhecimentos e abordagens para pesquisadores das diversas comunidades científicas bem como profissionais e técnicos da sociedade em geral.

Para 2016, Coordenação de Pesquisa, Extensão e Responsabilidade Social – COPER pretende implementar as ações que contribuam para dinamizar programas, projetos, eventos e ampliando a participação de professores, acadêmicos e a comunidade em geral, em:

·  Brinquedoteca: com o acolhimento dos filhos de acadêmicos e professores no período matutino e noturno, enquanto esses estão em sala se aula;

·  Curso de Cuidador de Idosos, na terceira edição, para relacionamento e desenvolvimento de cuidadores de idosos, nas diversas instancias de atenção;

·   Curso de Inclusão Digital para Comunidade para a difusão e capacitação da comunidade de Palhoça com referencia aos aspectos de informática e inclusão digital.

·   Curso de Inclusão e Empoderamento da Mulher, segundo modulo, com uma discussão sobre as mulheres no atual panorama sócio cultural, educacional, político e econômico;

·   LAPIS- Laboratório de Psicopedagogia e Inclusão Social na promoção de ações educacionais e inclusivas, com as palestra sobre violência com alunos dos cursos de Pedagogia, Administração e Gestão do Turismo;

·  LEFI´s – Laboratório de Estudos em Filosofia com participação e elaboração do Colóquio Civilização, versão 2016,  e a publicação de livros;

· Programa Maturidade como programa de responsabilidade social da FMP, na atenção de pessoas acima de 50 anos;

·  NEABI – Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro e Indígena: na prerrogativa de inclusão, para todas as pessoas afro brasileiras e indígena, no município, com a finalidade de resgate da cultura e inserção de todos de forma inclusiva;

·  NULE- Núcleo Língua Estrangeira, com aulas de Inglês e Espanhol para comunidade, com Inglês Básico I, Inglês Básico II, Espanhol Básico I e Espanhol intermediário I;

·  Português para Estrangeiros com a finalidade a promoção da língua e da cultura portuguesas e a progressiva construção de uma consciência plurilíngue e pluricultural para todos os estrangeiros no município de Palhoça;

·  Projeto Coral da FMP para inserção de temas da cultura musical no universo escolar, possibilitando aos alunos diferentes modos de aprendizagem que possam auxiliar na melhoria do desempenho escolar; estimular o desenvolvimento da autoestima; disciplinar e instigar o pensamento crítico; cultivar o respeito entre colegas com o trabalho em equipe;

·  Projeto Preparar que atua diretamente com jovens em situação de vulnerabilidade e risco, em discussão para sua efetivação em 2016/1 e 2016/2 (com duas turmas)

·  Projetos da Empresa Júnior para uma associação civil, sem fins lucrativos constituídos por alunos de graduação de estabelecimentos de ensino superior que presta serviços e desenvolve projetos para empresas, entidades e sociedade em geral nas suas áreas de atuação sob a supervisão de professores e profissionais especializados;

·  Projeto de Jovem Aprendiz em parceria com a Entidade Du Projetus para inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, como jovens aprendizes, visa à qualificação de pessoas com deficiência na FMP, como aborda também temas relacionados à cidadania, e tem a parte de aprendizado voltada exclusivamente para os serviços nas organizações;

·  Projeto de atenção aos Estrangeiros haitianos residentes no município de Palhoça, quanto a documentação e regularização da situação de estrangeiro.

 Palhoça, 30 maio de 2016